Bem-Vindo(a) ao NETS

Bem-Vindo(a) ao NETS

O Núcleo de Estudos Transnacionais da Segurança (NETS) foi criado em 2019 a partir do Grupo de Estudos sobre Conflitos Internacionais (GECI). Vinculado ao Programa San Tiago Dantas de Pós-Graduação em Relações Internacionais da Unesp/Unicamp/PUC-SP e ao Mestrado Profissional em Governança Global e Formulação de Políticas Internacionais da PUC-SP, o núcleo é composto por docentes pesquisadores de diferentes instituições, bem como por discentes pesquisadores da PUC-SP de diferentes graus acadêmicos (graduação, mestrado, doutorado) interessados na dimensão transnacional da (in)segurança contemporânea.

O objetivo do NETS é acompanhar a evolução da produção dos membros, principalmente discentes, e investir em produções acadêmicas, inclusive conjuntas, além criar uma rede de pesquisa que articule temas relacionados à transnacionalidade da criminalidade, das drogas - sua proibição e regulação - e dos mecanismos de segurança contemporâneas.

O Nets tem duas linhas de pesquisa:

 

drogas
Crime e regulação das drogas em perspectiva internacional
 

A criminalização de determinadas condutas sociais e a regulação de diferentes tipos de drogas (maconha, ópio, álcool, nicotina e etc.) só podem ser compreendidas a partir de um olhar internacional. A transnacionalização do crime, bem como os crescentes esforços para o seu policiamento ganham destaque como um dos principais fenômenos contemporâneos de violência social e política, das percepções sobre risco e das ações de governança na área da segurança doméstica e internacional. Da mesma forma, a regulação das drogas organiza um mercado multibilionário, também transnacional, mobilizando atores públicos e privados, legais e ilegais que operam em escala local, nacional e global.

 

Focos: dimensões transnacionais do crime e da regulação das drogas; articulação entre segurança pública e internacional; policiamento transnacional; relação entre gênero, classe ou raça e violência/regulação das drogas; articulações globais entre controle das drogas, violência e capitalismo.

 

Instagram de divulgação do conteúdo da disciplina optativa “Drogas em perspectiva internacional: criminalização, regulação e capitalismo”. LINK

 

cameras de segurança
Governança da segurança e política internacional

A área de “governança da segurança” busca identificar e compreender as diversas novas lógicas contemporâneas de gerenciamento dos riscos globais, assim como as políticas de segurança, doméstica e internacional, que ganham cada vez mais relevância no campo das Relações Internacionais. O estudo da governança da segurança leva em consideração uma complexa rede de atores públicos e privados; locais e globais que se conectam e interagem prioritariamente nos espaços urbanos. Busca também compreender as diversas maneiras pelas quais os agentes de segurança estão articulados às forças que demandam e legitimam essa provisão da segurança, revelando as relações desiguais do poder internacional e a sua inserção nas relações sociais capitalistas.

 

Focos: economia política da violência e dos conflitos com foco nos processos de privatização e terceirização de funções de segurança; gestão dos riscos globais e a comoditização da segurança; comércio de armas, equipamentos e serviços militares e de segurança; a governança da segurança urbana e as articulações entre local e global para a gestão da segurança; exploração econômica de territórios violentos, conflituosos ou ocupados;

 

 

Menu
PUC-SP
J.PUC-SP
Sou PUC