Pagina Inicial Contato Sites da PUC

Você sabia que existe relação entre voz, personalidade e emoção?

Verônica Oliveira da Silva, Fernanda Salvatico Aquino, Léslie Piccolotto Ferreira e Marta Assumpção de Andrada e Silva

Quem nunca falou com uma pessoa ao telefone, pela primeira vez, e imaginou várias características dela?
Características como idade, sexo, procedência geográfica, nível educacional e até mesmo o estado emocional?

A voz é uma característica individual, como a impressão digital, que não se repete em nenhum sujeito. Nós, seres humanos, não falamos de um único modo, somos capazes de produzir uma mesma palavra de diversas formas, de acordo com o nosso estado emocional e situação vivida no momento. Quando nós estamos ansiosos geralmente falamos mais rápido, com ausência de pausas no discurso e sem coordenação entre a respiração e a fala. Quando estamos felizes, tendemos a usar uma frequencia de voz mais aguda e uma intensidade mais forte. Por outro lado, quando estamos tristes, adotamos timbres graves e um padrão de fala com ritmo mais lento.

A voz revela aspectos de nossa personalidade e de que como estamos emocionalmente naquele momento e no contexto. A voz é o tato da comunicação, toca o outro ao transmitir ideias e sentimentos. Uma voz agradável pode variar muito de um grupo social e cultural para outro. Essa pode envolver vários aspectos como: respiração coordenada; frequência, volume e qualidade da voz; articulação clara e precisa; assim como a utilização de ênfases, pausas e inflexão. Isso tudo de acordo com o sexo, idade, tipo físico e contexto. Um indivíduo com uma fala expressiva certamente se diferencia ao se comunicar de maneira efetiva, ao transmitir de forma adequada as emoções, os aspectos relevantes da personalidade e o conteúdo do discurso. Esses aspectos, sem dúvida alguma, influenciam a vida social e o desempenho profissional de cada um.

Apoio:
 

Compartilhe:


Pontifícia Universidade Católica de São Paulo Desing: DTI-NMD