Educação Continuada

Apresentação

A 4ª revolução industrial, tema cunhado no fórum econômico mundial de Davos, é o advento das tecnologias digitais nas fábricas, escritórios e comércios, permeando nossas vidas em todos os instantes.
Nessa revolução tecnológica as áreas da biologia, física e digital tem se fundido, transformando nossa forma de agir e interagir. A robótica está cada vez mais presente, automatizando tarefas repetitivas e aumentando a produtividade enquanto que os dispositivos, máquinas e até as pessoas estão cada vez mais conectadas (IOT) gerando um ambiente integrativo e em tempo real.
A computação torna-se cada dia mais ubíqua e ao carregarmos smartphones em todos os lugares, passamos a nos tornar seres biodigitais.
A Internet e a computação em nuvem permitem um acumulo e troca de dados nunca visto na história da humanidade. Novas formas de produção e projeto, como a simulação, realidade virtual e aumentada e a impressão estão mudando o Mindset das empresas.
Nesse novo momento, onde as tecnologias estão cada vez mais acessíveis, seja por meio da internet, seja pelo custo cada vez menor, um movimento de leigos surgiu, chamado de movimento Maker. Hobbistas, entusiastas e curiosos passaram a se   apropriar das tecnologias de fabricação, prototipação, computação e eletrônica dando vazão a criatividade em projetos rápidos e de prova de conceito.
O movimento maker é fruto de um maior acesso, maior velocidade e facilidade de comunicação, proporcionado pela 4a revolução industrial.
Desde fim do século passado, muitas escolas ao redor do mundo têm percebido a necessidade de se modernizar a educação, trabalhando competências, habilidades e atitudes no lugar de conteúdo, dando sentido e propósito ao processo de aprendizado. Modernizar o ensino não é apenas instalar um Datashow na sala ou equipar um laboratório com computadores. E mudar a mentalidade educadora e a forma de interaçäo entre aluno e professor. Nas novas gerações, a cultura Maker estará cada vez mais presente e o papel clássico no ensino passivo se transforma em uma relação simbionte entre estudante e tutor, O ensino, gerado dentro da contextualização, passa a ser ativo, a partir de projetos, problemas e estudos de caso, fazendo o aluno avançar em seu aprendizado individual e em grupo.
Ao promover a cultura maker, não só a aula fica divertida, prática e aplicada, como permite a construção de outras competências habilidades e atitudes. Saber trabalhar em grupo, se comunicar, reconhecer fraquezas e fortalezas passam a fazer parte da construção educacional.
As tecnologias da 4a revolução industrial não podem ser freadas. Contudo, se preparar para elas e adaptar nossa maneira de trabalhar e viver é fundamental para um mundo cada vez mais tecnológico e conectado
Assim, esse curso busca capacitar profissionais ligados à área de educação para fomentar a cultura maker nos espaços educacionais, compreendendo o que é a cultura maker, como os espaços e as práticas de ensino-aprendizagem devem ser modificadas e experimentando algumas das tecnologias fundamentais nessa transformação.


Objetivos

Capacitar os participantes para entender o papel da cultura maker, a 4a revolução industrial, a fusão entre o biológico, digital e físico na educação além de experimentarem a prototipação, a programação, a eletrônica, a realidade virtual e as novas tecnologias no mundo maker.

  • Objetivos específicos:

a) Conhecer a 4a revolução industrial e suas transformações.
b) Compreender o papel da cultura maker, em especial na educação,
c) Conhecer e experimentar as técnicas de prototipação rápida, como a impressão 3D, as CNC laser e os softwares de construção virtual de modelos;
d) Experimentar soluções em realidade virtual no ensino bem como introduzir conceitos simples de programação em linguagens de blocos
e) Programar aplicativos android usando o APP inventor
f) Conhecer soluções de eletrônica e physical computing a partir da plataforma Arduino
g) Compreender o papel das novas tecnologias como Wearablcs, IA e  Droncs.

Sobre o Curso
  • Categoria: Extensão, Curso Novo
  • Público-alvo:

    Educadores interessados em entender a cultura maker e como aplicá-la nas práticas educacionais.

  • Duração: 20 horas
  • Local: Campus Consolação - Marquês de Paranaguá
  • INSCREVA-SE
Professor em Destaque

John Paul Hempel Lima

Graduado em Engenharia Elétrica pelo Instituto Mauá de Tecnologia (2003), mestrado em Engenharia Elétrica pela Universidade de São Paulo (2006) e doutorado em Engenharia Elétrica pela Universidade de São Paulo (2010) com período sanduíche na Katholieke Universiteit Leuven. Atualmente é sócio e responsável técnico da V Company do Brasil Indústria e Comércio de Equipamentos Eletrônicos LTDA M, professor da Pontifícia Universidade Católica de São Paulo e coordenador dos cursos de Engenharia na FIAP. É coordenador e professor do MBA em Health Technologies da FIAP. Tem experiência nas áreas de Engenharia Elétrica, Engenharia Biomédica e Engenharia de Produção, atuando principalmente nos seguintes temas: polímeros condutores, sensores, inteligência artificial, machine learning, materiais semicondutores, nanotecnologia, equipamentos eletromédicos, sistemas da qualidade, ISO 13485, instrumentação biomédica, ensino de engenharia e metodologias ativas de ensino.

Saiba Mais

Cursos relacionados com inscrições abertas

Extensão, Curso Novo
Extensão, Curso Novo
Extensão, Curso Novo
Especialização
Extensão, Curso Online, Curso Novo
Especialização
Especialização
Extensão, Curso Online
Especialização
Especialização
Especialização
Especialização
Extensão, Curso Online
Menu
Educação
Continuada
J.PUC-SP
Sou PUC