Pagina Inicial Contato Sites da PUC

Você sabia que o fonoaudiólogo e o professor de canto não são concorrentes?   

Maurício Machado Mangini e Marta Assumpção de Andrada e Silva

 O fonoaudiólogo é o profissional que trabalha com a comunicação, seus distúrbios e seu aprimoramento. Tem como foco de atuação, de acordo com sua formação acadêmica, a voz falada e suas interfaces com a linguagem, a audiologia, a motricidade orofacial entre outras. Por outro lado, o professor de canto é o profissional que ensina o individuo a cantar e sua formação, seja acadêmica ou não, objetiva o trabalho com foco na voz cantada, em sua dimensão musical.

Dessa forma, observa-se que as linhas de atuação de ambos são diferentes. Assim como um professor de canto não deve trabalhar com um aluno que apresenta alteração na voz falada (tecnicamente chamada de disfonia), o fonoaudiólogo não deve dar aulas de canto aos seus clientes. É preciso lembrar, no entanto, que a Fonoaudiologia pode trabalhar com a voz cantada, no que se refere aos ajustes do trato vocal, à acústica da voz e/ou ao atendimento do cantor que apresenta uma alteração de voz, seja essa cantada ou falada. O fonoaudiólogo fará, então, uma avaliação completa das vozes falada e cantada do cliente, com todos os seus elementos, a fim de obter um prognóstico para estruturar seu atendimento. Não se trata, evidentemente, de ensinar o indivíduo a cantar.

Cabem ao professor de canto, enfim, questões relativas às técnicas específicas dessa arte e também aos estilos musicais interpretados por seus alunos. De qualquer forma, poderá trabalhar em parceria com o fonoaudiólogo, caso haja necessidade. Isso porque ambos têm em comum a preocupação em orientar aquele que canta a usar sua voz de acordo com suas possibilidades reais e, assim, aperfeiçoar-se de forma saudável e prazerosa.

Apoio:
 

Compartilhe:


Pontifícia Universidade Católica de São Paulo Desing: DTI-NMD