Content on this page requires a newer version of Adobe Flash Player.

Get Adobe Flash player

Página Inicial Sobre Marcelo Damy Escolas Participantes Professores do Projeto Planos de Aulas e Atividades Doações Blog Contato

Sobre Marcelo Damy

O Professor Marcello Damy de Souza Santos, formou-se em 1936 na primeira turma do Curso de Física da USP (IFUSP) e desde então tornou-se Assistente do Prof. Gleb Wataghin com quem trabalhava em Raios Cósmicos. Em 1938, com bolsa de estudo do Conselho Britânico, seguiu os cursos de pós-graduação na Universidade de Cambridge sob a supervisão do Prof. William L. Bragg (Prêmio Nobel de Física). Com o fechamento desta Universidade devido a guerra, retornou ao Brasil onde continuou suas pesquisas sobre Raios Cósmicos com o Prof. Wataghin e o Prof. Paulus Pompéia que culminaram com a descoberta da "Produção de chuveiros de mésons".

Com a entrada do Brasil na guerra dirigiu as pesquisas sobre sonar ultra-sônico para detecção e localização de submarinos, tendo recebido a medalha do Mérito Naval no grau de Comendador pelos resultados obtidos. Em 1945, a convite da Fundação Rockefeller, permaneceu nove meses na Universidade de Illinois onde trabalhou com o Prof. Donald Kerest, inventor do Bétatron. Após sua volta, construiu o Bétatron da USP, que foi o primeiro acelerador a funcionar na América Latina (em 1950).

Iniciou com esse acelerador as pesquisas sobre Física Nuclear no Brasil tendo sido encarregado pela USP e pelo CNPq como responsável pela instalação do reator do Instituto de Energia Atômica (IEA), hoje IPEN, que começou a funcionar em 1957. Foi Diretor-fundador do IEA, Presidente da Comissão Nacional de Energia Nuclear e membro da Junta de Governadores da AIEA entre 1961 e 1964, e entre 1969 e 1972 foi membro do Comitê Internacional de Dados Nucleares da AIEA.

É Professor Catedrático e Emérito da USP da qual se aposentou em 1968, ocasião em que foi nomeado diretor do Instituto de Física da UNICAMP e encarregado de sua implantação. Foi consultor do IPEN desde 1988 a convite do Prof. Rex Nazaré Alves. (http://cepadev.if.usp.br/omeka/items/show/22)

Em 1973 foi contrato pela PUC-SP onde implantou o curso de pós-graduação em Fisica Nuclear Experimental, responsável pela qualificação e especialização da maioria do corpo docente do departamento de Física.

Em 1994 se aposentou como professor Emérito da PUC-SP. Prof. Damy também foi pioneiro no ensino de física experimental no Brasil. "Naquele tempo o professor estudava na véspera para no dia seguinte passar para os alunos". Considerava ainda o ensino de ciência uma atividade intimamente ligada à pesquisa: "Um bom professor é um pesquisador que gosta de contar as coisas que faz e que viu outros fazerem. Eu não conheço nenhum bom professor que não tenha sido, ou não seja ainda, um pesquisador," disse em entrevista à revista Pesquisa FAPESP, criticando o ensino puramente teórico.

Veja também:

Entrevista na Ciência e Cultura (outubro de 2003)
Entrevista no Canal Ciência (publicada em janeiro/fevereiro de 1992)
Entrevista à revista FAPESP (publicada em março de 2003)

   
Pontifícia Universidade Católica DTI-NMD