Publicações

Do sensível ao inteligível: Duas décadas de construção do sentido.
Ana Claudia de Oliveira (Org.). São Paulo: OJM Casa Editorial, CPS Editora, Estação das Letras e Cores, 2014. 834 p. ISBN: 978-85-68552-05-6


Vinte anos durante os quais o Centro de Pesquisas Sociossemióticas abrigado pela PUC de São Paulo conseguiu forjar seu estilo próprio: o de uma semiótica liberada do dogmatismo textualista e praticada por pesquisadores cuja primeira e constante motivação foi entender as condições da emergência do sentido na experiência vivida, “em situação” — o que não teria sido possível a não ser incluindo no horizonte da teoria semiótica a dimensão sensível de nossas interações com o ambiente, com os outros, conosco mesmo. Isso no quadro geral dos grandes regimes de sentido que nos permitem construir o mundo enquanto universo significante.
É disso que dá testemunho o presente livro através da variedade de suas temáticas e dos tipos de objetos abordados, quer pelos membros brasileiros do próprio CPS, dos mais novos aos veteranos, quer por seus mais fieis colaboradores da Itália, primeiro entre os países em que a disciplina chegou à plena maturidade.
Ademais, como seria um tanto contraditório pretender tratar de práticas de vida, de experiência ou ainda de fruição estética (e estésica) em termos inacessíveis para aqueles que as vivem, aqui se descobrirá uma semiótica preocupada em ser legíveltanto quanto animada pelo desejo de interessar, fora do círculo dos especialistas, também aos não-semioticistas — outros cientistas, artistas, políticos ou jornalistas, sociólogos ou filósofos, entre outros. Uma semiótica contagiante!
Eric Landowski