II JORNADA MATERIALIDADES E DISPOSITIVOS MIDIÁTICOS

II Jornada Internacional Materialidades e Dispositivos Midiáticos

Realização: CEO/COS/PUC-SP

Dando continuidade à Jornada realizada em setembro de 2015, e a fim de manter a periodicidade desse evento, apresentamos a proposta da que agora organizamos. A jornada traz a discussão de diferentes possibilidades comunicativas, processos e operações de veiculação por diversas mídias, envolvendo propostas de tradução e fluxos culturais. 
A Jornada terá lugar na PUC-SP (Auditório 117 A – Prédio Novo – Reitor Bandeira de Melo), no dia 04 de maio de 2017, 5a feira, de 9:00 às 18:00 horas, com a apresentação das seguintes mesas:

  1. Materialidades do som e da imagem
  2. Dispositivos midiáticos e cultura
  3. Materialidades da cultura e das mídias

PROGRAMA

9:00 – 9:30 – Suportes intermitentes em oralidades contínuas – Victor Otávio Carvalho Marques

9:30 – 10:00 – O apocalipse como tema nas mídias visuais – Pedro Henrique de Oliveira Vieira

10:00 – 11:00 – Antônio Dominguez Leiva (convidado internacional)

11:00 – 11:30 – John Leavitt (convidado internacional)

11:30 – 12:00 – discussão plenária

12:00 – 14:00 – Almoço            

14:00 – 14:30 – O olho mágico: artefatos e artifícios– Roberto Oliveira

14:30 – 15:00 – Bordas: cultura e materialidades – Celso Rosa

15:30 – 16:00 – Discussão Plenária

16:00 – 16:30 – A manifestação do amor na narrativa midiática infantil – Ana Catarina Santilli

16:30 – 17:00 – Imaginário e mito nos animês: reflexões sobre a imagem da espada japonesa em Ruroni Kenshin – Rafael Augusto Montassier

17:00: 17:30 – Nós<>Voz – Roberta Marques do Nascimento

17:00– 17:30 – Discussão plenária

17:30 – 18:00 – Encerramento – Jerusa Pires Ferreira

PLANO DE TRABALHO

JUSTIFICATIVA

Levando em conta que o tema materialidades na cultura e na mídia compromete alunos e pesquisadores, em operações de várias naturezas, e se constitui num estímulo permanente, na troca de ideias e na ampliação de um mundo mais restrito à sala de aula. Estão envolvidos estudantes e pesquisadores do Centro de Estudos da Oralidade, bem como colegas de universidades estrangeiras, que já trabalham numa ação integrada para que isso possa acontecer.

Objetivos:

Os nossos cursos de Semiótica da Cultura são laboratórios vivos que incluem a nossa rede de pesquisadores e pensadores internacionais. Assim, que nestas operações e diálogos tivemos a participação de professores como Igor Pilschikov, que dirige os arquivos Lotman, na Estônia, tendo feito sua videoconferência no evento anterior.  

Os estudos de Semiótica da Cultura constituem-se em importante aparelho para a leitura de teorias, e para o entendimento de universos simbólicos, de tradições e ainda de fenômenos midiáticos contemporâneos.

Curso 
Comunicação e Semiótica

Conecte-se à PUC-SP