Sobre a Cátedra
Paulo Freire

Paulo Freire, cidadão do mundo como ele próprio afirmou, é acolhido pela PUC-SP após longo exílio. Nesta Universidade, no Programa de Pós- Graduação em Educação: Currículo, lecionou, orientou e pesquisou durante os seus últimos 18 anos de atividade acadêmica, quando veio a falecer em 1997.

Em homenagem à memória do maior educador do país, que o mundo consagrou como um dos maiores deste século, a PUC-SP criou a Cátedra Paulo Freire em 1998. Um espaço privilegiado para o desenvolvimento de pesquisas e estudos em pós-graduação sobre a obra de Paulo Freire e suas repercussões teórico-práticas para a educação e áreas afins, dentro e fora do Brasil.

A Cátedra Paulo Freire, sob a coordenação da Professora Doutora Ana Maria Saul, desde o segundo semestre de 1999 até os dias atuais, vem focalizando temáticas como: "Paulo Freire: 30 anos da Pedagogia do Oprimido", "Paulo Freire: as matrizes pedagógicas contemporâneas, história e processo", "Paulo Freire e a formação do educador: teoria e prática", "Paulo Freire e os movimentos sociais", "A influência do pensamento de Paulo Freire nos sistemas públicos de ensino do Brasil", "O pensamento de Paulo Freire no cenário da educação pública brasileira: política, teoria e prática".