Linguagem e Subjetividade
Página Inicial
Linguagem e Subjetividade
Linguagem e Subjetividade
Banco de Dados de Fala e Escrita
Banco de Dados de Fala e Escrita
Cadastro para acesso ao banco de dados
Alfabetização e Seus Avatares
Laboratório de Observação de Linguagem
Parcerias
Eventos
Coluna “Fonoaudiologia em Questão”
biblioteca_novo
Links
Contato


Página inicial >Linguagem e Subjetividade >Banco de Dados de Fala e Escrita

Banco de Dados de Fala e Escrita*

Objetivo
O Banco de Dados de Fala e Escrita, criado em 1997 e vinculado à Linha de Pesquisa Linguagem e Subjetividade, tem como objetivo disponibilizar, ao público interessado em pesquisar a linguagem, corpora extraídos da interação mãe-criança, criança-criança, adulto-criança, adulto-adulto; em situação lúdica ou clínica.

Acesso
O acesso a cerca de 600 corpora é facilitado por ferramentas de busca que permitem ao pesquisador realizar sua escolha por tipo de coleta: transversal e longitudinal; por faixa etária; por sexo; por interação: diádica, triádica e polidiádica; e por situação: lúdica e terapêutica. Os corpora são apresentados em arquivo de texto, áudio e vídeo.

Corpora
Os corpora em arquivo de texto foram transcritos em ortografia regular de acordo com as regras do Projeto de Estudo da Norma Lingüística Urbana Culta de São Paulo (NURC/SP, 1986). A organização dos corpora está baseada nos critérios da Lingüística de Corpus. Estes critérios asseguraram sua homogeneidade, legitimidade e confiabilidade, colocando o pesquisador em contato com um material discursivo-dialógico, particularmente interessante à clínica fonoaudiológica.

Síntese
Portanto, o Banco de Dados de Fala e Escrita visa ampliar as discussões interdisciplinares, abrindo um espaço de acolhimento das inquietações da área e criando condições para seu aprofundamento. Aposta que é neste movimento que a Fonoaudiologia pode construir-se e oferece algumas condições para o desenvolvimento de pesquisas sobre o funcionamento normal e patológico da linguagem e para a elaboração de conhecimento científico na área da Fonoaudiologia.

 

* Projeto aprovado pelo comitê de ética da Pontifícia Universidade Católica de São Paulo sob o número 202/2009.
 

 

 
 
Pontifícia Universidade Católica de São Paulo Desenvolvido por DTI- Núcleo de Mídias Digitais