A Fundação São Paulo
Mantidas
Endereço:
Fundação São Paulo
Edifício Franco Montoro
Rua João Ramalho, 182
Perdizes - CEP: 05008-000
São Paulo - SP
(11) 3670-3333
fundacaosaopaulo@pucsp.br
Design: PUC-SP - DTI - Núcleo de Mídias Digitais

Pontifícia Universidade Católica de São Paulo: 64 anos de conquistas e desafios

O ano de 1945 é um marco na história brasileira, pois é o momento em que se dá o fim do governo de Getúlio Vargas. A sua deposição e a eleição de um novo presidente, reflexos da existência de governos populares e democráticos na Europa, introduzem mudanças no país.

Elas vão desde a aprovação de uma nova Constituição, a qual prevê a criação de uma Lei de Diretrizes e Bases da Educação, que, efetivamente, só foi aprovada em 1961, até a formação de novos partidos políticos e a expansão do ensino superior.

Nesse cenário, em 22 de agosto de 1946, pela reunião de seis escolas católicas, nasce a Universidade Católica de São Paulo, com o objetivo de educar a elite paulistana e de formar lideranças católicas. Em 1947, ela recebe do Papa Pio XII, o título de Pontifícia Universidade Católica de São Paulo, o que significa participar de um seleto conjunto de instituições, subordinadas ao Vaticano, do qual fazem parte instituições com mais de 800 anos.

Ao longo de seus 64 anos de existência, a PUCSP tem trilhado um caminho de lutas e conquistas. São elas tanto políticas, como a defesa da democracia em tempos da ditadura ou a implantação da escolha de seus gestores por voto direto da comunidade, quanto educacionais, pela proposta de cursos de graduação ou pós-graduação inovadores que são referência em suas áreas e pelas parcerias, muitas vezes inéditas, no âmbito da graduação, da pós-graduação e da extensão. Por essa característica, a Universidade tem contribuído para a formação de profissionais em nível nacional.

Esse breve histórico serve como pano de fundo para enumerarmos os acontecimentos do mês de agosto que corroboram a trajetória da PUCSP, mostrando que nossa comunidade tem muito a comemorar. Não fugindo de sua tradição de engajamento político e de sua missão de dialogar com a comunidade externa, o TUCA recebeu os candidatos à presidência da República e ao governo do Estado, trazendo esse importante debate para o interior da Universidade.

Ainda no mês de seu aniversário, nossa instituição inaugurou o campus Ipiranga. Ele abre perspectivas não só para o desenvolvimento de novos projetos de ensino, pesquisa e extensão, mas também cria possibilidades de atendimento educacional para a população da Região do ABCDM.

Finalmente, coroando este mês de comemorações, recebemos a Comissão de Avaliação do MEC para o recredenciamento da Universidade. O resultado desse processo avaliativo foi muito bom, tendo sido atribuída a nota 4 à Pontifícia Universidade Católica de São Paulo, que integra em seu conjunto conceitos máximos em relação a sua qualidade acadêmica, a sua função social e ao respeito aos órgãos colegiados.

Em síntese, esses fatos promissores não ocorrem por acaso. Eles são fruto do percurso trilhado pela Universidade ao longo de sessenta anos e refletem as escolhas feitas ao longo dessa caminhada. Mas, esse momento de alegria e de comemoração é também a oportunidade de pensarmos as possíveis direções a escolher para o futuro, diante de novos desafios presentes na sociedade, diante do novo desenho social e, sobretudo, diante do cenário que se descortina para as Instituições de Ensino Superior, em face da desafiadora questão a elas proposta: a da relação entre inovação, tecnologias, novas metodologias e novas gerações de estudantes, como a Y e a Z, mas, sempre garantindo a educação de qualidade que diferenciou a PUCSP ao de sua trajetória. Sem dúvida, temos muito a refletir e a debater para encontrarmos novas perspectivas para a PUCSP os anos vindouros!

Dieli Vesaro Palma
Professora Associada do Departamento de Português
da Faculdade de Comunicação Letras e Artes da PUCSP